Notícias

Elas não têm medo de desafios

Na MRN, mulheres conquistam espaço em áreas antes ocupadas apenas por homens

No Brasil, o mercado de trabalho ainda é desafiador para as mulheres.De acordo com o último balanço da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do Ministério da Economia, de 2009 a 2018, a presença feminina aumentou apenas 2%, passando de 40% para 42%. Mas esse cenário não tira o ânimo e, mesmo que não seja na celeridade desejada, elas têm se determinado a serem protagonistas em diversas áreas, antes ocupadas apenas por homens. Na indústria, por exemplo, elas ocupam posições de destaque, seja na operação ou em cargos de lideranças estratégicas.

Na Mineração Rio do Norte, o protagonismo feminino vem crescendo. Primeira mulher a participar da Brigada Profissional de Emergência da MRN, Waldeíla Leal Martins, 31 anos, foi recebida em janeiro deste ano pelos seus 40 novos colegas de trabalho. "Entrar na Brigada Profissional de Emergência da empresa é gratificante porque é uma área observada como profissão apenas para homens. Mas não me senti intimidada por ser a única mulher, porque também já tenho conhecimento da minha experiência anterior como Bombeira Civil e porque todos foram bem atenciosos e generosos", declara.

Nascida em Faro (PA), Waldeíla morou 11 anos em Manaus (AM) e mudou-se para Porto Trombetas em janeiro após conquistar a vaga num processo seletivo, iniciado em outubro de 2019. A conquista é resultado de três anos de formação e de experiências como Bombeira Civil e Técnica de Segurança do Trabalho em Manaus. Também é a oportunidade para Waldeíla retornar ao Pará e ficar próxima de seus familiares, que vivem em Faro: "Conseguir essa vaga é uma realização para mim, que vou ficar mais perto da minha família. Valeu a pena todo o sacrifício pela minha formação, que está me dando frutos", diz.

Entre as missões do dia a dia, Waldeíla somará no trabalho preventivo, para traçar e administrar cenários prévios de análise de riscos. Também ficará em alerta para emergências como acidentes, princípio ou incêndio em si, entre outras situações. Ela espera que a representatividade feminina pioneira na Brigada da MRN abra portas para outras mulheres também se candidatarem a futuras vagas de Brigadista. "Minha vontade é inspirar outras mulheres, mostrando que a gente pode sair da nossa zona de conforto, fazer algo que dizem que não é para mulher fazer. Se a mulher se empenhar, ela vai estar na profissão que ela quiser estar", acredita.

"Minha vontade é inspirar outras mulheres, mostrando que a gente pode sair da nossa zona de conforto, fazer algo que dizem que não é para mulher fazer. Se a mulher se empenhar, ela vai estar na profissão que ela quiser estar".

Waldeíla Leal Martins, Bombeira Civil

  Protagonistas da própria história

Engenheira de Planejamento e Controle de Projetos, Lamoniely Nascimento, 29 anos, desde cedo focou seus objetivos nos estudos para ser uma profissional diferenciada no mercado de trabalho. Aos 21 anos, concluiu o curso de graduação em Engenharia de Produção e, aos 24 anos, concluiu o MBA em Gerenciamento de Projetos, área pela qual descobriu ser apaixonada e atua há 8 anos. Passou por grandes companhias e, há três anos, integra o time do Departamento de Planejamento e Controle (GPP) da Mineração Rio do Norte (MRN)."Nosso mercado hoje é altamente dinâmico e competitivo. Por isso, é necessário buscar qualificação aliada a inovações tecnológicas e com foco no negócio, para atender a essas exigências. Aqui na MRN, a equipe da GPP é diferenciada se comparada a outras empresas, pois os profissionais são altamente qualificados e engajados, buscando sempre certificações que, associadas às experiências de cada um, irão trazer benefício para o negócio. Nossos gestores também nos incentivam e lançam os desafios para a busca constante de aperfeiçoamento", afirma.

Como Lamoniely é movida a desafios, ela correu atrás de qualificações essenciais para uma profissional que atua na área de projetos. A engenheira já conquistou várias certificações, entre elas estão o PMP® (Project Management Professional), PRINCE2® (Projects In a Controlled Environment) e o PSM (Professional Scrum Master). "Esta última certificação foi uma das provas em Inglês mais desafiadoras que já fiz, pois o tempo era exíguo e com um aproveitamento mínimo exigido de 85% para aprovação. Passei com 92.5%", comemora.

Quando perguntada sobre novos sonhos, Lamoniely é enfática: o próximo passo será conquistar a certificação do PMI®-SP, uma credencial notável na área de gerenciamento de projetos. "O PMI®-SP é um grande desafio. Acredito muito que a construção da minha carreira depende de mim. Então, é necessário ter um plano de metas e objetivos na vida. Quando definimos onde estamos, onde queremos chegar e o que fazer para alcançar, tudo se torna possível. E vou além: a mulher tem que ser protagonista da sua própria história", declara. 

"Quando definimos onde estamos, onde queremos chegar e o que fazer para alcançar, tudo se torna possível. E vou além: a mulher tem que ser protagonista da sua própria história".

Lamoniely Nascimento, Engenheira de Planejamento e Controle de Projetos

Projeto nasce para empoderar mulheres

Com o intuito de desenvolver políticas para engajar, empoderar e incentivar cada vez mais a participação de mulheres no negócio, a Mineração Rio do Norte (MRN) lançou, em março, o projeto #MinerandoJuntas.

Segundo Carina Carvalho, Analista de Controles Internos da MRN, que participa do projeto, a ideia do movimento é dar visibilidade para que as mulheres observem a importância do seu trabalho em toda a cadeia de valor da empresa, seja na área administrativa, de manutenção ou na operação. "Temos em nossas mãos um papel desafiador de difundir este conceito e mostrar que aqui temos espaço, onde quer que seja. Precisamos incluir ativamente mais mulheres no negócio e propor ações igualitárias para àquelas que já são empregadas. Estamos 'Minerando Juntas' esta ideia, porque acreditamos que competência não tem gênero. O que precisamos é de oportunidade para mostrar o talento do nosso público feminino", destaca.


Texto: Fabiana Gomes (Temple Comunicação).
Fotos: Juraci Du Vale.


Waldeíla Leal Martins, Bombeira Civil

Parte da equipe da Brigada de Emergência da MRN, com a nova colega de trabalho Waldeíla, a primeira mulher a integrar o time.

Lamoniely Nascimento, Engenheira de Planejamento e Controle de Projetos

Regulamento concurso 41 anos MRN | Orgulho de Cres...
MRN comemora um ano sem acidentes com afastamento
 

Comments

No comments made yet. Be the first to submit a comment
Already Registered? Login Here
Guest
Terça, 04 Agosto 2020

© 2012. MRN Todos os direitos reservados.        Política de Privacidade        Créditos Fotos